24 de outubro de 2007

Vertigem


Vertigem sufocante
medo errante
dor agonizante
dolorosa
desgastante
receio tenebroso
assombroso
em Te perder
palavras não ditas
que teimo em não dizer

13 comentários:

serenidade disse...

Vertigem,
na montanha das letras
desunidas em vocábulos perdidos
voando pela brisa de um Mar agitado
num sereno bosque soprando melodia
que ecoa no coração que medo tem da felicidade.

Fantástico...

Serenos sorrisos

luar perdido disse...

A cada palavra calada, perdes um mundo, a cada receio inconfesso perdes a vida. Por isso, luta para não perderes, e abre as palavras que teimas em não dizer.

Beijo de perdido luar

Bichinho disse...

Calo-me quero ouvir-te o silêncio de ti...

Beijo fantasma.

Only me disse...

Luta por aquilo que te faz feliz, não tenhas medo de amar...

Eu sei que por vezes esse medo instala-se, tens de sentir a segurança em ti!

Beijokas

Bichinho disse...

Venho lançar-te um desafio...posso??,bem no meu blog "Para Ti" esta la uma postagem que me propozeram eu faço o mesmo.
Dizer 5 manias mais irritantes de nos próprios...obrigado
e,
beijo fantasma.

Sol da meia noite disse...

E quem não tem medo de perder alguém?...
Somos seres dependentes, logo, o medo é-nos inerente.
Entendo cada letra de que o teu grito d'alma é composto...
*

Silvia Madureira disse...

Sempre que amámos muito alguém...sentimos esse medo porque estamos tão bem que temos receio de perder todo aquele paraíso que mais parece um sonho...

E às vezes perdemos...seja destino, seja outra coisa qualquer...o facto é que às vezes fica muito por dizer...

Por isso sempre que temos oportunidade devemos dizer aquilo que palpita "cá dentro" porque... amanhã podemos não poder...

Amar intensamente...mas serenamente...

Um abraço

Claudia Perotti disse...

Medo? Não vai perder não ... confia!

Beijinhossss

Lia disse...

Quando sentimos maior necessidade em sermos entendidos as palavras não nos servem de nada e ficam sempre por dizer...
E sobra a vertiginosa sensação de impotência que tolda a mente...

Um beijo doce

Anónimo disse...

hum... curioso...

Papoila disse...

quando o coração fala não são precisas palavras.....

beijinhos
BF

Joaquim Amândio Santos disse...

cantadas as palavras
assim na terra... como no blog!


(amigo, muito negra será a tinta do teu livro... assim te prometo!...)

serenidade disse...

:)